Praias Fluviais – Natureza Pura

Roteiro para dois dias Portugal, este país maravilhoso à beira mar plantado, dispõe de inúmeras praias marítimas, com extensos areais, uma vez que metade do seu perímetro é composto pela orla costeira. É conhecido além fronteiras como destino balnear, recebendo turistas que vindos da Europa, principalmente dos países mais a norte, buscam na qualidade das … Continuar lendo Praias Fluviais – Natureza Pura

Praia de Mira

Escapadinha para um fim de semana de Inverno A Praia de Mira é uma vila e sede de freguesia que pertence ao município de Mira, situado a 7 km para o interior em relação à orla costeira. É urbanização da zona balnear com o mesmo nome, uma praia com areal extenso e qualidade de excelência, … Continuar lendo Praia de Mira

Levada

Curso de água desviada de um rio para mover moinhos ou para irrigar terrenos Quando se fala de canais de água conhecidos por “Levadas”, o que nos salta de seguida ao pensamento são as famosas levadas que existem na ilha da Madeira, atualmente uma das suas principais atracões turísticas, capaz de oferecer experiência inesquecível a … Continuar lendo Levada

Vila da Ponte, a pérola do rio Távora

De entre as várias curiosidades ou acontecimentos inusitados que fazem parte da história de Portugal, como por exemplo: Lisboa ser mais antiga do que Roma; Badajoz ter sido capital de metade do país; ou a cidade brasileira Rio de Janeiro ter sido capital de Portugal quando a família real se refugiou por lá das invasões … Continuar lendo Vila da Ponte, a pérola do rio Távora

Faias de S. Lourenço

No coração da Serra da Estrela, a jusante do vale glaciar do rio Zêzere situa-se a vila de Manteigas, ladeada por encostas de vegetação e arborização diversa, tais como Pinheiros, Castanheiros, Bétulas, Carvalhos, Faias, … e outras mais. Vila de Manteigas É uma vila agradável de visitar em qualquer altura do ano, no entanto é … Continuar lendo Faias de S. Lourenço

Poço do Inferno – Manteigas

Apesar de observação atenta à placa informativa deste trilho, nem por isso consegui enquadrar no terreno a planta do percurso, nada me fazia parecer que o ponto de partida estava logo ali à minha frente, e ao lado da dita placa. Ao aperceber-me das primeiras marcações do trilho pintadas no xisto, iniciei a caminhada, com … Continuar lendo Poço do Inferno – Manteigas