Alentejo – Amendoeiras em Flor

Desde à uns anos para cá que a planície Alentejana tem vindo a sofrer alterações no contexto paisagístico. Muitas das terras que outrora foram grandes cearas de trigo ou centeio, são agora palco de culturas intensivas, nomeadamente olivais e amendoais, muitos deles em grandes áreas, equipados com sistemas de rega automatizados, para os quais muito contribuiu esse enorme lago recentemente construído que se chama Barragem do Alqueva.

_______________

Conteúdos de Artigo

_______________

O Alentejo “esquecido”

À uns anos, face aos verões quentes que à data se faziam sentir e consequente escassez de água pelo Alentejo interior, o cantor Rui Veloso numa das suas musicas alertava para a ausência de investimento nesta zona, para a consequente desertificação, e para o desprezo dos recursos do Rio Guadiana.

A construção desta albufeira veio dar um contributo grande no desenvolvimento desta zona, tanto a nível do turismo, como a nível da agricultura, e as terras que antigamente serviram para cultivo de enormes cearas, têm estado a ser palco de grandes transformações e investimento em culturas díspares daquelas que existiram outrora.

Consequências do Clima

Com o aumento da temperatura global imposto pela poluição ambiental a que o planeta assiste, vivemos dias de Inverno que mais parecem dias de Primavera ou até de Verão, o que acaba por originar mudanças em todas as formas de vida, antecipando em alguns casos o ciclo anual da vida de algumas espécies, neste caso, árvores de fruto.

À data deste evento, finais de Fevereiro de 2022, a seca por todo o país originou alerta em várias frentes, e os dias quentes que se fazem sentir a esta data anteciparam a Primavera. A floração de algumas espécies começou um pouco mais cedo, como é o caso das amendoeiras, no entanto esta floração demasiado cedo pode ser problemática, se as geadas chegarem depois das flores germinarem os frutos e estes ainda não tiverem vingado. Em tal situação parte da colheita poderá ser perdida.

Até à uns anos atrás, talvez uma década, uma das zonas em Portugal onde se sabia existir amendoeiras em quantidade era a zona de Foz Côa e Freixo de Espada à Cinta. Na zona mais a sul do país, a maior quantidade de amendoeiras encontrava-se no Algarve. No entanto, com a modernização e desenvolvimento da agricultura no Baixo Alentejo, onde o regadio conseguido nos últimos anos se tem revelado fundamental, é nesta zona que na atualidade se encontra a maior concentração desta espécie. São herdades com hectares de área plantados exclusivamente a amendoeiras, que nesta altura do ano cobrem as planícies alentejanas de um manto branco como se de neve se tratasse, e a atividade económica gerada em torno das visitas turísticas aos campos das amendoeiras em flor, tem vindo a revelar-se fundamental num grande número de regiões rurais.

Origem das amendoeiras

Segundo a história, as Amendoeiras vem de áreas montanhosas da Ásia Central, principalmente de zonas marcadas por Verões secos. Desde tempos remotos, espalharam-se pela Pérsia e Mesopotâmia, e estima-se que a sua chegada à Península Ibérica tenha sido um pouco antes do início da nossa era, provavelmente devido à ação colonizadora dos Fenícios. Na atualidade consta-se que a lista dos principais países produtores de amêndoas sejam Estados Unidos em primeiro lugar, seguidos da Austrália, surgindo em terceiro lugar o país vizinho, a Espanha, havendo boatos que a grande maioria dos amendoais que atualmente existem pelo Baixo Alentejo sejam de empresas espanholas.

A floração da amendoeira, que ocorre normalmente entre Fevereiro e Abril, é anterior ao aparecimento da folhagem, originando uma paisagem única e de rara beleza. As flores, que inicialmente são rosadas antes de abrirem, são mais pálidas ou completamente brancas na sua maturação. Ver as amendoeiras carregadas de flor e ainda sem o verde da folhagem é verdadeiramente maravilhoso.

__________________

Como referido anteriormente noutros artigos e na apresentação do autor deste blog, hoje as redes sociais funcionam melhor como alavanca motivadora, por vezes até para elucidar a mente sobre algum lugar a visitar, ou alguma viagem que existia programada para realizar e que no momento se encontrava adormecida.

Na página de um grupo Alentejano na rede social atualmente mais popular, quando solicitada informação sobre lugares onde poderiam ser vistas as amendoeiras floridas, o povo Alentejano e outros membros do grupo foram simpáticos e empenhados em ajudar. Devo dizer até que em algumas respostas foi notória a paixão que este povo tem pelas suas raízes e pela sua terra,… pelo Alentejo.

O Parque de Campismo

Sendo caravanista, fiz uso dessa forma de viajar e desloquei-me até Évoramonte, mais precisamente até ao parque de campismo Camping Alentejo, e nele fiz a minha estadia. É um parque de campismo que recomendo por vários motivos, é um parque muito sossegado, bem arranjado, limpo, em proximidade com a natureza, e com alguns centros urbanos de interesse não muito longe dali, como é o caso de Estremoz, Borba, Vila Viçosa, ou até mesmo Évora.

Entre Reguengos e Évora

Um dos lugares que me havia sido indicado para ver as amendoeiras floridas era a estrada que faz ligação de Reguengos de Monsaraz com a cidade de Évora, e ao fim de alguns quilómetros percorridos lá estavam elas, uma área enorme de amendoeiras formava uma também enorme mancha branca, que de uma zona mais elevada se avistava até perder de vista…, e por ali fiquei um pouco, contemplando e apreciando,… rendido aos encantos da beleza desta paisagem.

Outros lugares

Além do lugar escolhido, aquele que ficava mais perto do parque de campismo onde fiz estadia, foram indicados também o seguintes lugares: Odivelas, em Ferreira do Alentejo; de Évora a caminho de Viana do Alentejo; Oriola; Concelho de Beja; Beringel; Baleizão; Juromenha; entre Odemira e V. Nova de Milfontes; entre Évora e Beja; Barragem do Roxo; Elvas; de Serpa a caminho de Moura; entre Beja e Castro verde; Poço da Malta; Sta. Clara de Louredo; Montes Velhos, perto de Aljustrel; estrada de Reguengos para Vendinha; entre Montemor o Novo e Coruche; Veiros – Estremoz; Brinches; entre Amarleja e Pias; Mourão, Mértola,… entre outros… Foram também avistadas na estrada N3 entre Amoreira e Rio de Moinhos, próximo de Abrantes.

Paixão Alentejana

Mas visitar o Alentejo é muito mais do que ver amendoais e olivais. Visitar o Alentejo é visitar um povo com cultura e tradições próprias, com lindas vilas e encantadoras cidades, com seus pequenos povoados e suas ruelas onde predominam o branco, o azul turquesa e o amarelo carregado. É degustar de bons vinhos e boa gastronomia, é ver paisagens extraordinárias e planícies a perder de vista, ver montados onde não só pastoreiam o gado bovino mas também o gado suíno… O Alentejo interior não só encanta pelas suas planícies floridas na primavera, como também pelas suas cearas no verão, pela pronuncia das suas gentes, pelos seus vilarejos surpreendentes,…(…) e onde se pode contemplar essa maravilha da natureza que são o nascer e por do sol.

…como alguém me disse: “No Alentejo os sonhos são do tamanho que a nossa vista alcança, podemos sonhar e correr atrás dos sonhos sem limite, porque o horizonte não tem fim.”

__________________

Outros locais de interesse na zona:

Percurso pedestre na Serra da Ossa onde se incluem os passadiços;

Vila Viçosa, conhecida como a princesa do Alentejo;

Borba, cidade mais pequena do Alentejo, conhecida pelos seus mármores e sua qualidade vinícola.

__________________

José Alexandre

Operário Fabril no ramo da metalurgia. Apaixonado pela natureza, pelas diversas culturas e por conhecer lugares novos. As viagens são uma forma de investir em conhecimento.

InstagramFacebook

Deixe um comentário usando o formulário.

Bem Haja…

2 comentários em “Alentejo – Amendoeiras em Flor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s